Sanofi
Sanofi
Dicas de saúde

Nariz entupido: o que causa e como evitar?

Quem tem rinite alérgica já sabe: basta ter contato com alguma substância alergênica que o nariz já reclama

Conteúdo incluído em: 13 de outubro de 2020

compartilhar

Nariz vermelho, coçando e a tão incômoda congestão nasal: reconhece esses sintomas? Há várias causas de entupimento no nariz. Pólipos nasais ou alguma variação anatômica, como o desvio de septo, por exemplo, podem causar a amolação. No entanto, a causa mais comum de nariz entupido em uma parte da população é a rinite alérgica, condição que, além de congestão nasal, também provoca espirros, coriza e outros sintomas bem chatos.1

Ter constantemente um nariz obstruído atrapalha até mesmo na produtividade no trabalho ou na escola, além de diminuir a qualidade do sono, já que a pessoa tende a despertar mais vezes durante a noite quando não consegue respirar de forma satisfatória, além do incômodo da secura na garganta por causa da respiração bucal. Com isso, podem acontecer fadiga diurna e problemas de aprendizado pela falta de descanso adequado. O presenteísmo, quando alguém está presente fisicamente, mas não consegue desempenhar adequadamente suas atividades, é comum entre portadores de rinite alérgica.1, 2, 3

Mas afinal, por que é que o nariz insiste em ficar congestionado? O que acontece é que, quando há uma reação alérgica, ocorre uma dilatação dos vasos sanguíneos locais fazendo com que a mucosa nasal fique levemente inchada e receba um maior fluxo de sangue. Há também o aparecimento de muco na região, completando o ciclo de obstrução.4 E é uma situação bem incômoda: a respiração não flui e, muitas vezes, é necessário já ter ao alcance das mãos lenços de papel para qualquer intercorrência.

Quem apresenta congestão nasal por um período longo deve sempre procurar um médico para entender a causa do problema. Se o diagnóstico for alguma obstrução crônica, o médico indicará a melhor solução para a situação. No caso da rinite alérgica, a pessoa terá a oportunidade de receber orientações sobre como minimizar o problema, além da prescrição de medicamentos anti-histamínicos como Allegra® (cloridrato de fexofenadina), que colaboram para controlar os sintomas da alergia e deixar o ar fluir livremente.5

Se você imagina estar com um simples resfriado, que ocorre repetidas vezes ao longo do ano, e sente que alguns sintomas, como espirros, coriza e nariz entupido, persistem por mais 10 dias, procure um otorrinolaringologista, pois seu problema pode ser rinite alérgica.5

É importante diferenciar a rinite alérgica de infecções virais ou bacterianas, já que elas também podem provocar congestão nasal. A diferença é que, normalmente, quando há vírus ou bactérias envolvidos, há também febre associada. Logo, a rinite alérgica se distingue principalmente por normalmente não provocar um quadro febril.6

Veja abaixo algumas maneiras de evitar e tratar o nariz entupido:

Lave o nariz com solução salina

Essa é uma dica simples que ajuda a descongestionar o nariz e a remover as secreções. Mas preste atenção para não confundir a solução salina (soro fisiológico a 0,9%) com descongestionantes nasais medicamentosos, já que estes não devem ser usados por períodos prolongados, pois podem provocar um efeito rebote em longo prazo.2, 7

Hidrate-se adequadamente

Estar corretamente hidratado colabora para aliviar a congestão nasal, pois favorece a eliminação da secreção e a permeabilidade da via respiratória. Por isso, lembre-se sempre de beber água, mesmo durante os dias mais frios.4

Fuja dos ácaros

O ideal é cortar o mal pela raiz. Os ácaros são responsáveis por grande parte das crises de rinite alérgica. Portanto, evite ambientes que possam estar cheios de poeira, além de tomar o cuidado de trocar com frequência a roupa de cama, pois os ácaros também se alimentam da descamação da pele humana. Por isso, se toda vez que você vai dormir já começa a sentir o nariz entupido e os espirros aparecem, o problema pode estar bem ali.2

Evite ambientes úmidos

apesar de o ar muito seco ser nocivo à mucosa do nariz, o ar muito úmido é um prato cheio para a proliferação de ácaros, grandes encarregados de provocar alergia. O segredo está no equilíbrio. Por isso, cuidado com o uso indiscriminado de umidificadores, pois quando a umidade relativa do ar está acima de 70%, os ácaros adoram, e quem é alérgico sofre2 com o nariz entupido, além de outros sintomas.

Mantenha o ambiente sempre limpo

a limpeza é fundamental para quem tem rinite alérgica. Os ácaros se grudam às partículas de poeira que, por sua vez, podem também conter pelos de animais, descamação de pele humana, além de outras substâncias que, juntas, provocam um estrago danado ao nariz.5

Referências:

1. STEWART, Michael et al. Epidemiology and burden of nasal congestion. International journal of general medicine. 8 abr. 2010;3:37-45. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2866547/. Acesso em: 10 nov. 2021.
2. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE OTORRINOLARINGOLOGIA E CIRURGIA CÉRVICO-FACIAL. III Consenso Brasileiro sobre Rinites. Brazilian Journal of Otorhinolaryngology. São Paulo. Nov.-dez. 2012. Disponível em: https://www.aborlccf.org.br/consensos/Consenso_sobre_Rinite-SP-2014-08.pdf. Acesso em: 10 nov. 2021.
3. RUBINI, Norma de Paula M. et al. Guia prático sobre controle ambiental para pacientes com rinite alérgica. Arq Asma Alerg Imunol. 2017;1(1):7-22. Disponível em: http://aaai-asbai.org.br/detalhe_artigo.asp?id=757. Acesso em: 10 nov. 2021.
4. CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA. Guia de prática clínica: sinais e sintomas respiratórios: espirro e congestão nasal. Brasília. 2016. Disponível em: http://www.cff.org.br/userfiles/file/Profar_vol1_FINAL_TELA.pdf. Acesso em: 10 nov. 2021.
5. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE OTORRINOLARINGOLOGIA E CIRURGIA CÉRVICO-FACIAL. Rinite alérgica: uma inimiga camuflada. 21 jul. 2003. Disponível em: https://www.aborlccf.org.br/secao_detalhes.asp?s=51&id=476. Acesso em: 10 nov. 2021.
6. SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Cuidados com a Saúde: Rinite alérgica. 29 nov. 2017. Disponível em: https://www.sbp.com.br/especiais/pediatria-para-familias/noticias/nid/rinite-alergica/. Acesso em: 10 nov. 2021.
7. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Doenças Respiratórias Crônicas - Rinite. Blog da Saúde. Disponível em: http://www.blog.saude.gov.br/index.php/35312-doencas-respiratorias-cronicas-rinite. Acesso em: 10 nov. 2021.

ALLEGRA® (cloridrato de fexofenadina). Indicações: É um anti-histamínico destinado ao tratamento das manifestações alérgicas, tais como sintomas de rinite alérgica (incluindo espirros, obstrução nasal, prurido, coriza, conjuntivite alérgica) e urticária (erupção avermelhada e pruriginosa na pele). MS 1.8326.0359. O USO DO MEDICAMENTO PODE TRAZER ALGUNS RISCOS. Leia atentamente a bula. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. Data de Revisão: 01/10/19.

Leia mais sobre Alergia